Projeto Arquétipos em ação VI


Protocolo de Transformação Arquetípica II



Quando estamos vivenciando um só Arquétipo somos UCS: Uma-Coisa-Só.



Para nos transformarmos em SMC: Sou-Muitas-Coisas é preciso que deixemos entrar o novo Arquétipo sem colocar nenhuma barreira. Se isso for feito teremos dois Arquétipos compartilhando o mesmo hardware. Ora um está no comando, ora outro ou também pode haver uma mistura dos dois de forma a exponenciar a capacidade de viver do hóspede.



Essa disponibilidade de receber mais Arquétipos é uma escolha de livre vontade e que é benéfica para todos. A capacidade aumenta em todos os sentidos.



A questão aqui é deixar isso acontecer no máximo do potencial dos Arquétipos. Se está vivenciando um Alpinista é preciso subir na montanha quando ele tiver vontade. Cada Arquétipo quer expressar-se sempre. Todos os Arquétipos podem viver em harmonia desde que o hóspede permita. Todos os seres têm necessidade de expressão no mundo onde vivem. Sem isso a frustração é inevitável. Essa expressão faz parte do Grande Plano, que quer a realização de cada ser. Existe um equilíbrio perfeito entre todos os Arquétipos e a interação entre eles permite que todos cresçam o máximo possível. Todos os conflitos no Olimpo servem para a evolução.



Quando assumimos um novo Arquétipo nossa visão de mundo expande-se imediatamente e é como se uma cortina fosse tirada da nossa frente e víssemos o mundo claramente. Temos a visão, o entendimento, a clareza, a inteligência, a força, a vontade, a percepção, a ação do novo Arquétipo. Repito: para que isso possa acontecer é preciso deixar o Arquétipo agir livremente. Não devemos opor resistência ou querer controlar o Arquétipo. O ego tem de ceder para que o Arquétipo possa agir. Na verdade, todos são um. A pessoa e os outros Arquétipos são uma coisa só, mas são muitos em um só. Todos os Arquétipos compartilham entre si as novas possibilidades. Todos crescem. E nós também. Tudo isso feito com intenção benevolente e amorosa, com absoluto controle dos próprios atos, expande nossas capacidades. Os filhos dos deuses são humanos, mas conservam as características dos pais. Esta é uma grande vantagem, ser humano e ser deus ao mesmo tempo. Como Hércules.


Hélio Couto

www.arquetiposemacao.com.br



Posts Em Destaque
Posts Recentes