Projeto Arquétipos em ação V


Protocolo de Transformação Arquetípica I


Todos os seres têm um Arquétipo em particular em relação ao qual ressoam principalmente. É uma influência prioritária na vida, na personalidade, nas ideias, nas atitudes, nas inclinações, no temperamento, nas disposições de espírito, nas tendências, na forma de pensar e sentir, na forma de agir, no comportamento, na profissão que tem, etc. Essa influência atua como uma frequência básica daquele ser e naquele ser. É assim que em grandes linhas funcionam todos os seres. Existem os mais variados Arquétipos para que a diversidade de opções de vida sejam as mais variadas possíveis. Em cima de um tema existem infinitas variações. É assim que a individualização acontece de infinitas maneiras, mas sempre dá para notar se um ser tem uma vocação para áreas de exatas ou humanas, por exemplo. Por uma profissão ou outra, por um esporte ou outro. É o que se chama de gosto por uma coisa ou por outra. O que seria do vermelho se todos gostassem do amarelo! É exatamente isso. Tem um Arquétipo Vermelho e tem um Amarelo. Desta forma temos os seres espalhados pelo universo das mais variadas formas e tendências e etc.



Se a pessoa analisar com calma verá que tem um perfil específico de acordo com as variáveis descritas acima. Sabendo-se qual arquétipo tal pessoa está vivendo dá para saber muita coisa sobre a sua personalidade, dá para prever os passos futuros e entender o passado e o presente da pessoa.



É assim que somos emanados e nascemos. Temos um Arquétipo Básico. Porém, podemos acrescentar outros de acordo com nossa vontade. As possibilidades de acréscimo são infinitas. Quando incorporamos um novo Arquétipo todas as suas características são somadas em nós. Passamos a ter e ser em potencial um novo arquétipo. Por exemplo: agora podemos ser jogadores de futebol e alpinistas ao mesmo tempo. Passamos a gostar e ter vocação para as duas coisas. Nossas habilidades são exponenciadas, pois também existe um efeito sinérgico entre os dois Arquétipos em nós. Desta forma o conhecimento cresce sem limites e a complexidade de nossa consciência expande-se sem parar. Seria algo como se tivéssemos uma vida de 20 mil anos com 15 formações acadêmicas ao mesmo tempo. Qual a visão de mundo que um ser assim teria? Como ele veria a vida num planeta? Quais seriam as possibilidades para ele? No trabalho e em tudo o mais?



Como classificar um ser assim? Um ser assim é o que se chamaria de SMC: Sou Muitas Coisas.


Hélio Couto

www.arquetiposemacao.com.br

Posts Em Destaque
Posts Recentes
Arquivo
Procurar por tags
Siga

Blog:

Facebook:

Vídeos:

©2017 por P@t Estúdio - Marketing Digital. Hélio Couto - Todos os direitos reservados.